Nomeações de Secretariado e Diplomatas da Casa Real e Ducal de Arpades no Reino Unido e nos Arquipélagos da Madeira e Açores

Por Renata Faria – Condessa de Itabapoana e Itaperuna

No passado dia 5 de setembro de 2022 foi nomeado “Primeiro-Secretário do Grão-Príncipe e Duque da Hungria, Dom Evandro I Drummond Monteiro de Barros“, sua Alteza Sereníssima Dom Nuno Miguel Rodrigues Tavares, Conde Palatino de São Francisco de Assis da Casa de Arpades.

No passado dia 5 de setembro de 2022 foi nomeado “Cônsul da Casa de Arpades   nos Arquipélagos dos Açores e da Madeira”, Dona Mariana Vasconcelos Drummond Borges Pinto da Cruz, Princesa e Viscondessa do Funchal da Casa de Arpades. 

No passado dia 2 de outubro foi nomeada “Embaixadora da Casa de Arpades” em Portugal, Dona Patrícia de Vasconcelos Drummond Borges, Princesa e Viscondessa de Santo André da Casa de Arpades, para o cargo de Embaixadora da Casa Real e Ducal de Arpades no Reino Unido.

Estas nomeações foram realizadas por Decreto Régio exarado por Sua Alteza Real, Dom Evandro Drummond Monteiro de Barros (Dom Evandro I), Chefe de Nome e de Armas da Casa Real e Ducal de Arpades, Grão-Príncipe e Duque da Hungria (Rei de Iure), o qual, conjuntamente com sua Nobreza, foi assinado e registrado nas crónicas dessa Augusta Casa.

A seguir, estudos de Dom Leopoldo, Duque de Visegrád e Dom Nuno, Conde Palatino de São Francisco de Assis da Casa de Arpades:

A ascendência dos Drummond/Monteiro de Barros à Casa de Arpades

ANDRÉ I – Nasceu em 1016, tendo-se tornado, em 1047, no 5º Rei da Hungria. Por volta de 1037 / 1038 teve em primeiras núpcias um casamento pagão com uma mulher da aldeia de Marót, do qual nasceu o primogénito George que foi batizado em Kiev, nessa mesma altura. Durante o seu exilo em Kiev, converteu-se ao Cristianismo, tendo voltado a casar com Anastácia, filha de Laroslaw I, Grão-duque da Rússia, de quem teve três filhos: Adelaide, Salomão e David. A partir deste casamento Cristão o primeiro casamento pagão foi  considerado nulo tendo seu filho primogénito George sido obrigado a exilar-se em Kiev. Em 1046 André retornou do exílio ao Reino da Hungria e depois de formar temporariamente uma aliança com os gentios durante a rebelião de Vata, o governo do monarca reinante, Pedro, acabou derrubado, tendo sido coroado naquele mesmo ano. Durante seu reinado André fortaleceu o Cristianismo e lutou contra os ataques do Sacro Império Romano-Germânico. Foi, no entanto, em 1061, ferido mortalmente por seu irmão Bela na batalha de Zirc, facto que determinou a fuga da esposa Anastácia e dos seus filhos mais novos para a corte de Heinrich IV, Rei da Alemanha, ainda que deixando para trás Salomão, seu filho mais velho. Logo após a aclamação de Salomão como rei da Hungria em 1063, Anastácia decide mudar-se com seu filho mais novo, David, para a Áustria, tendo-se tornado, no ano de 1074, freira em Admont, passando a adotar o nome de Agmunda. Apesar do filho Salomão, aos onze anos, ter sido coroado rei, não foi possível impedir que o tio Béla ascendesse ao trono.

George – Foi batizado entre 1037/38 em Kiev como Iuri, sendo filho do casamento não-cristão de André I, antes da conversão de André à fé Cristã com a filha de Laroslaw I, o Sábio, a princesa ortodoxa russa. Tendo sido afastado por essa precisa razão da linha de sucessão ao trono, acabou por se exilar, primeiro em Kiev, depois na Escócia e contrair matrimónio com a Grã-duquesa Ágata, filha de Gundolph Podiebradius Grão-duque da Boémia e Bavária. Em 1056 integrou uma comitiva de nobres húngaros que acompanharam o pretendente ao trono inglês, Edgar Atheling e sua família (também exilados em Kiev) numa viagem para Inglaterra. Nessa viagem, a bordo do navio Dromon, nasceu Mauritz, seu filho. Entretanto, já na Inglaterra, Edgar Atheling, por ter falecido, não chega a ser aclamado rei de Inglaterra e é então que estala uma guerra de sucessão. Em 1066, a viúva de Edgar Atheling, seus filhos, assim como a comitiva de nobreza húngara que os acompanhavam decidem partir em direção à Hungria, mas ao terem sido apanhados por uma grande tempestade no mar, refugiaram-se na Escócia, na baia de Fife, onde a embarcação acabou por naufragar. Aí foram socorridos e salvos pelos Escoceses e acolhidos pelo rei Malcolm III da Escócia, o qual quatro anos , em 1070, terá desposado a princesa Margarida, filha de Edgar Atheling. Por essas circunstâncias, terá recebido George, na Escócia, as Terras de Drymen.

MAURITZ – Príncipe da Hungria, in exilium, foi o filho do príncipe George, nascido a bordo do navio Dromon, na viagem da Hungria para a Inglaterra, em que seguia, no ano de 1056, o pretendente ao trono Edgar Atheling e sua família. Mas como Edgar Atheling não chega a ser aclamado por ter falecido antes, a viúva, seus filhos e sua comitiva de nobres húngaros que os acompanhavam vê-se obrigada a fugir e a regressar a Kiev no ano de 1066; porém, uma grande tempestade obrigou a embarcação a refugiar-se na costa da Escócia, vindo a naufragar na Baía de Fife, atual Baía de Santa Margarida, onde os náufragos foram recebidos pelo rei daquele país,  Malcolm III, o qual, quatro anos depois, viria a casar com a princesa Margarida, filha de Edgar Atheling. Mauritz, ao atingir a maioridade, enquanto primo próximo da rainha Margarida, pelos serviços prestados ao rei, acaba não apenas sendo nomeado Senescal hereditário de Lennox, como agraciado com a mais vasta extensão  de terras doadas pelo rei Malcolm III que começavam nas praias de Gairloch, no condado de Argylle, atravessando os condados de Dunbarton e Stirling e penetrando no condado de Perth, abrangendo as paróquias de Drymen, Roseneath,  Cardos, Achindounan, Muithlaw, Kippon, Caushlie, Fenwich,  e Finladich. O rei  Malcolm III conferiu-lhe o apelido de Drummond, por Mauritz ter nascido a bordo do navio Dromon,  bem como um brasão de armas, dos primeiros conferidos naquele reino, casando-o com uma das damas de honor da rainha. Em 1093, Mauritz foi morto em combate, juntamente com o príncipe Edward, filho mais velho do rei, na batalha de Alnwich.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s