A falácia da república

Por Chanceler Roberto de Souza Barros Kalili

Nossos antepassados pensaram que o governo seria mais bem administrado por todos do que por um só. Em teoria parecia bonitinho, mas o que realmente aconteceu?

Quando uma pessoa administra um bem que lhe pertence, ela preserva e investe no bem. Imaginava-se que um estado de todos, seria por todos administrado. Isto jamais ocorreu.

Um grupo sempre toma para si o direito de exploração de uma coisa sem dono. Desprotegida. Quando isto ocorre, cada um rouba para si tudo que estiver ao alcance, como vândalos que invadem uma loja e se apossam daquilo que puderem carregar; pouco se importando com o destino da loja.

A república não funciona. E agora?

Temos diante de nos a república, alienada em um estado de ninguém, administrada por cleptocratas egoístas que defendem uns aos outros de forma visceral e consideram sua propriedade sobre o estado: vitalícia.

Valem-se da “estabilidade no emprego”, dos “direitos adquiridos”, das leis que eles mesmos escrevem, dos salários que estabelecem da forma como bem entenderem. Não basta roubarem tudo, criam para si novos direitos. Direitos que você jamais terá.

Fórum privilegiado, passagens aéreas por sua conta, direito á assistência médica total e irrestrita, vale moradia, mesmo tendo casa. Vale alimentação. Tudo o que quiserem, bastando para tal acrescentarem novas maneira de tomar seu dinheiro.

Multas, impostos, certidões, taxas, tarifas, pedágios, contribuições sociais, previdência pública, aposentadoria. Milhares de maneiras diferentes de extrair tudo o que você tem em benefício próprio.

Como enfrentar um poder organizado estabelecido – em meio ao caos selvagem da luta pela própria sobrevivência?

O conceito de democracia vende rato por lebre. Como devolver o produto e tentar reaver seu dinheiro?

Como processar, se os ladrões escrevem as leis? Como mudar através de eleições, se apenas um em cada vinte deputados é eleito pelo seu voto?

Como se utilizar da força pública (policia) se eles são castrados por uma constituição torpe? Como se fazer valer através de um exército formado por funcionários públicos de carreira?

A república é um golpe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s