Identificado novo efeito colateral da vacina AstraZeneca

Por Nieuwsblad.be

A vacina da AstraZeneca pode ocasionalmente causar vazamentos nos capilares e pequenas veias. Portanto, as pessoas que possuem histórico de problemas circulatórios não devem receber esta vacina. A determinação é do órgão regulador europeu (EMA).

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) investigou o efeito colateral e agora conclui que provavelmente há uma conexão. O efeito secundário deve, portanto, ser incluído na bula.

Um caso na Holanda

Mais de 78 milhões de pessoas na Europa receberam a vacina AstraZeneca. Seis deles sofrem a chamada síndrome de vazamento capilar sistêmico. Aconteceu principalmente em mulheres e quatro dias após a vacinação. Três em cada seis pessoas já haviam sofrido das mesmas queixas. Um desses três morreu.

Outro caso da síndrome de vazamento capilar sistêmico ocorreu na Holanda, um homem entre 50 e 60 anos que faleceu. Ele  havia recebido a vacina da Janssen. Na Holanda, este efeito colateral não foi relatado em pessoas que receberam a vacina da AstraZeneca. A EMA, no entanto, não disse nada sobre  a síndrome na vacina da Janssen, apesar do falecimento.

O problema ocorre quando as pessoas apresentam vazamentos nas artérias e o plasma sanguíneo vaza das veias. Em seguida, fica depositado em músculos, órgãos ou cavidades. As pessoas podem sofrer de inchaço, especialmente nos braços e nas pernas. Sua pressão arterial pode cair, o sangue pode engrossar um pouco e em alguns casos ocorre redução da proteína albumina no sangue. A substância regula a pressão nos vasos sanguíneos.

Outros efeitos colaterais

A EMA ainda está investigando outro efeito colateral potencial das quatro vacinas contra o Covid, disponíveis atualmente. Referem-se à inflamação do músculo cardíaco (miocardite) ou do pericárdio (pericardite). Mas ainda não se tem certeza se as vacinas causaram essas inflamações. Apenas porque aconteceu após a vacinação não significa automaticamente que ocorreu por causa da vacinação, diz EMA.

Atualmente existem 24 casos conhecidos na Holanda, nos quais as pessoas desenvolveram inflamação do coração, após a vacinação, relata o centro de efeitos colaterais Lareb. Em pouco mais da metade dos casos, isso aconteceu após uma injeção com a vacina da Pfizer e da BioNTech.

Eu sou Vera Bim, correspondente na Bélgica, para o Tribuna de Santa Cruz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s