O grupo de ‘planejamento familiar’ de Melinda Gates tem fortes laços com o aborto e o transgenerismo

O Planejamento Familiar 2020 permanece relativamente quieto sobre o aborto, mas seus parceiros e os membros de seus grupos de orientação preenchem o silêncio.

Por Rebecca Oas, Ph.D. Via LifeSite News

WASHINGTON, DC, 12 de fevereiro de 2021 ( C-Fam ) – A coalizão Melinda Gates ‘Family Planning 2020 (FP2020)  celebrou  o progresso que dizem ter feito desde sua estreia em 2012 e anunciou uma parceria nova e atualizada para os próximos dez anos eles estão chamando FP2030. Por trás do verniz festivo, permanece o fato estranho de que o FP2020 ficou bem aquém de seus objetivos. Além disso, apesar das tentativas da parceria para manter a neutralidade, vários participantes usaram o evento para promover o aborto.

O FP2020 foi lançado em uma cúpula em Londres, patrocinada por Melinda Gates, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e o governo do Reino Unido. No início daquele ano, Gates anunciou que queria fazer do planejamento familiar sua área de assinatura da filantropia, enquanto enfatizava que não queria “nenhuma controvérsia” relacionada ao aborto ou ao controle da população. “Há um movimento global esperando para acontecer”, disse ela.

No entanto, já havia um movimento global de planejamento familiar e seus líderes não estavam interessados ​​em deixar o aborto de lado. A hashtag #nocontroversy de Gates rapidamente caiu em desuso, e onde FP2020 permaneceu silente sobre o aborto, seus parceiros e membros de seus grupos de direção preencheram o silêncio.

Falando em um painel no evento FP2020, Alvaro Bermejo, diretor da International Planned Parenthood Federation (IPPF), disse que “a parceria realmente tornou as questões de defesa dos direitos e direitos sexuais e reprodutivos SDSR mais eficazes”, trazendo doadores e implementando organizações juntos e criando responsabilidade para os governos. A diretora executiva do FP2020, Beth Schlachter, concordou, expressando seu apoio ao “planejamento familiar e SRHR de forma mais ampla”.

SRHR continua sendo um conceito altamente controverso que foi rejeitado pela Assembleia Geral da ONU por décadas devido às suas associações com o aborto, educação sexual abrangente e orientação sexual e identidade de gênero.

Outro tema frequente do evento foi a Política da Cidade do México, restabelecida e ampliada pelo ex-presidente Donald Trump, que impedia que fundos americanos fossem para grupos estrangeiros que promovam ou forneçam abortos, como afiliados da IPPF. “Tomamos uma decisão específica para garantir que a MSI [Marie Stopes International] e a IPPF permanecessem no grupo de referência para demonstrar que as pessoas poderiam ter opiniões diferentes […] mas nós, como comunidade, iríamos tentar encontrar uma maneira de trabalhar juntos”. Disse Schlachter.

Numerosos participantes denunciaram Trump e suas políticas, incluindo Simon Cooke, CEO da MSI, que também falou estridentemente sobre o aborto. “Temos caminhos para que homens trans tenham acesso aos serviços de aborto” nas clínicas da MSI, disse ele, reconhecendo que “esses números são absurdamente pequenos”.

Entre fornecer oportunidades para a IPPF e a MSI promoverem suas agendas mais amplas, o evento apresentou a conquista máxima do FP2020: 60 milhões de usuários adicionais de anticoncepcionais modernos desde 2012. Isso ficou significativamente aquém da meta da parceria de adicionar 120 milhões de novos usuários naquele tempo. O progresso do FP2020 esteve fora do alvo por anos, muito antes de a pandemia COVID-19 criar uma ruptura global.

Embora o FP2020 estruture seu trabalho em termos de criação de acesso a anticoncepcionais, suas métricas continuam a se basear na “necessidade não atendida”, que não mede o acesso e mascara o fato de que apenas uma pequena porcentagem das mulheres descritas como tendo tal “necessidade” citam falta de acesso aos contraceptivos como o motivo da prática do aborto.

Via permissão de C-Fam . Via LifeSiteNews.com receba newsletter do LSN:  Inscreva-se agora.

Um comentário sobre “O grupo de ‘planejamento familiar’ de Melinda Gates tem fortes laços com o aborto e o transgenerismo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s